PodePeste #5 - Arte E DESIGN

PodePeste entrevista Wilton de Souza

Wilton de Souza, pintor, gravador e cronista de arte, é patrimônio vivo da arte recifense.

Foi o primeiro diretor do Museu de Arte Moderna Aloísio Magalhães (MAMAM), seu Wilton, como é chamado, foi o responsável pela criação do acervo nos primeiros 10 anos do museu, que na época, se chamava Galeria Metropolitana de Arte do Recife.

Nos tempos que não existia designer, ele era chamado de 'desenhista de propaganda', onde fez diversas capas de discos e livros da UFPE, se consagrando e ganhando prêmios como 'capista'. Além dessas atividades lança álbum de desenhos sobre frevo e maracatu.

Fundador do Ateliê Coletivo junto a nomes como Abelardo da Hora, Gilvan Samico, Ionaldo, Ivan Carneiro, José Cláudio, Marius Lauritzen, Wellington Virgolino e o Clube de Gravura Recifense de 1952. E criador da Galeria Itinerário em 1979. É membro da Academia de Artes e Letras no Recife e da Academia de Letras e Artes do Nordeste Brasileiro. Aos 84 anos, seu Wilton ainda atua no museu como gerente de acervo.


 

Nessa nossa conversa ele vem falar um pouco sobre sua trajetória como artista, dar sua opinião sobre os processos de mudança das técnicas e fala um pouco como pioneiro sobre a relação entre Arte e Design.

IMAGEM DE FUNDO

Detalhe do mural em cerâmica do artista pernambucano Francisco Brennand, no Museu de Arte Moderna Aloísio Magalhães - MAMAM.

Se perdeu em alguma referência dada no programa? Se liga que a gente te explica!

GALERIA DESTA EDIÇÃO